× Fale Conosco

Solicite um orçamento sem compromisso!

Enviar via
Ou ligue para (41) 3246-6129
Se preferir, ligue para nós! Ligar agora!
Clique aqui para falar conosco!
×
× Envie-nos um E-mail






Qual a diferença entre DryWall e alvenaria de tijolos?

Diferença entre DryWall e Alvenaria

Ambos os métodos são eficientes ao que se propõem: vedação. Enquanto a alvenaria consiste em um conjunto de blocos ou tijolos sobrepostos, o DryWall é composto por chapas de gesso revestidas com lâminas de cartão.

E para explicar mais sobre o assunto, neste artigo abordaremos as principais diferenças, vantagens e desvantagens de cada método.

Alvenaria

Popularizado no Brasil no século XIX, os blocos cerâmicos e tijolos são largamente empregados na vedação de paredes de edifícios. Por esta razão, juntamente com a alvenaria de vedação, é feito o uso de vigas e pilares em concreto armado, que são os responsáveis pela recepção e transmissão das cargas atuantes até o solo.

Assim, a preferência por seu uso se dá graças às suas características termoacústicas, suas pequenas dimensões e leveza, que tornam o serviço prático. Inclusive, vale lembrar que sua resistência à compressão é considerada baixa, já que são produzidos com cerâmica. Entretanto, seu baixo custo faz com que muitas obras ainda sejam concebidas com alvenaria de tijolos.

Forte Azul: Alvenaria
Forte Azul: Alvenaria

Tal sistema construtivo – apesar de antigo e preferido pelos brasileiros – ainda apresenta falta de mão de obra especializada. E as patologias mais comuns no emprego da alvenaria de tijolos se dá por falta de atenção e cuidado, como paredes fora do esquadro, fora do prumo ou desniveladas.

Com isso, pode haver um aumento significativo na utilização de argamassa para compensar os erros – impactando no custo final – além da grande quantidade de resíduos.

DryWall

Criado nos Estados Unidos no século XIX e muito utilizado durante a Primeira Guerra Mundial, O drywall – termo que traduzido do inglês significa “parede seca” –  permite a vedação de paredes gerando praticamente zero resíduos.

Além disso, é composto por um núcleo de gesso natural e aditivos – responsáveis por resistir à compressão – e é revestido com duas lâminas de cartão duplex – que resistem à tração. Esta união possibilita que o material seja instalado em portas e esquadrias, móveis embutidos com até 60kg/m², painéis artísticos, sancas e cortineiros.

Essa recurso também resiste às vibrações e é bastante eficaz no isolamento termoacústico, que pode ser aperfeiçoado com a inclusão de lã de rocha ou lã de vidro, por exemplo.

Forte Azul: Isolamento termoacústico
Forte Azul: Isolamento termoacústico

Apesar de estar no Brasil desde os anos 70, este sistema construtivo ainda está cercado de mitos e pré-conceitos equivocados. Além das características já citadas, a vedação com placas de drywall apresenta resistência ao fogo e recebe tratamento ao ataque de fungos e insetos.

Sua espessura fina também gera um aumento na área útil dos ambientes, diminuindo a carga atuante nas lajes. E por ser constituído por placas prontas, sua instalação é muito rápida e limpa, gera 15% menos resíduos que a alvenaria de tijolos e pode ser completamente reciclado.

Para utilização em área úmidas, a placa verde é tratada com aditivos hidrofugantes – ou seja, repelentes de água – protegendo-a contra respingos e vapor de água condensado. Já para áreas molhadas – como box – recomenda-se a impermeabilização com manta asfáltica, da mesma forma que a alvenaria convencional.

Forte Azul: DryWall
Forte Azul: DryWall
Summary
Qual a diferença entre DryWall e alvenaria de tijolos?
Article Name
Qual a diferença entre DryWall e alvenaria de tijolos?
Description
Ambos os métodos são eficientes ao que se propõem: vedação. Enquanto a alvenaria consiste em um conjunto de blocos ou tijolos sobrepostos, o DryWall é composto por chapas de gesso revestidas com lâminas de cartão.
Author
Publisher Name
Forte Azul
Publisher Logo


Deixe uma resposta